O contrapiso é feito de argamassa e geralmente possui de 2 a 5 cm de espessura. Ele é responsável por criar uma superfície regularizadora e lisa para receber a instalação dos pisos e, é nesta etapa que é feita a caída da água para os ralos.

Como a argamassa não pode ser aplicada diretamente na terra, antes de fazer o contrapiso é necessário aplicar uma camada de concreto para formar uma base de 10 a 15 cm de espessura. Em alguns casos é recomendada a colocação de malhas de aço para aumentar a resistência desta base.

Além de servir de base para receber a argamassa, essa camada de concreto também é útil para criar desníveis no local. Em uma casa, por exemplo, geralmente o piso das salas e quartos são 5cm mais altos do que o piso do banheiro. Mas, antes da base de concreto devem ser feitas as instalações hidráulicas e elétricas que passam por baixo do local.

Nas construções com mais de 1 pavimento, a camada de concreto é feita apenas no primeiro pavimento, nos demais a argamassa é aplicada diretamente sobre a laje.

Publicado em Blog/Notícias

Quando as paredes começam a levantar, a obra passa a tomar forma e dar uma ideia melhor sobre a disposição e tamanho dos cômodos.

Mas, qual é a função das paredes em uma construção?

Na estrutura de concreto armado as paredes suportam apenas o próprio peso e a carga das janelas e portas. Como nesse caso ela não tem função estrutural, a parede é chamada de alvenaria de vedação. Já na alvenaria estrutural, elas suportam a carga de toda a construção (lajes, telhados e esquadrias), e distribuem para as fundações, dispensando a construção de colunas e vigas.
Nos dois casos, alvenaria de vedação e estrutural, as paredes também têm o papel de de dividir os ambientes, sendo responsáveis pelo isolamento térmico e acústico do local e podem ser feitas de tijolos cerâmicos ou blocos de concreto.

Tijolos cerâmicos: Proporcionam maior conforto térmico, são mais leves e fáceis de manusear. Porém, quebram com mais facilidade, o que pode ocasionar mais perdas.
Existem tijolos de diversas medidas, com larguras de 9, 11,5, 14 ou 19cm, alturas de 14 ou 19cm e comprimentos de 19, 24, 29 ou 39cm. Uma mesma medida pode ter quantidade de furos diferentes.

Como escolher um tijolo cerâmico de qualidade? É preciso avaliar se ele possui uma aparência homogênea, arestas vivas e superfície lisa. Não devem apresentar trincas ou buracos.

Blocos de concreto: Proporcionam maior conforto acústico e quebram menos, gerando menos perda do que o tijolo cerâmico. Porém, não podem ser manuseados em dias chuvosos, pois absorvem água facilmente.
Também são encontrados em diversas medidas, com larguras de 9, 14 ou 19cm e comprimentos de 19, 29 ou 39cm. A altura é sempre 19cm.

Como escolher um tijolo cerâmico de qualidade? É preciso verificar se ele possui aparência homogênea, arestas vivas e superfície áspera. Eles também não podem apresentar trincas ou buracos.

E, para fazer o assentamento de tijolos ou blocos de concreto, é utilizado argamassa, massa feita com cimento

Publicado em Blog/Notícias

Qual a importância da fundação para a estabilidade de uma construção?

Após o solo estar terraplanado, a próxima etapa da construção é fazer a fundação – estrutura responsável por absorver as cargas emitidas pela edificação e distribuí-las ao solo.

Para que a obra permaneça no lugar, sem rupturas e sem sofrer instabilidade é preciso de um bom alicerce e, esse é o papel das fundações. Por isso, devem ter resistência apropriada para suportar todas as tensões que a construção possa vir a sofrer. Existem diferentes tipos de fundações. Mas, para que a fundação de uma obra seja realmente eficaz, a etapa anterior: terraplanagem, deve ter sido bem feita, pois o solo precisa estar em ótimas condições, apresentando resistência e rigidez adequadas para não sofrer rupturas ou deformações que possam vir a comprometer a estrutura.

Existem basicamente dois tipos de fundações, as superficiais (rasas ou diretas) e as profundas, definidas pela ABNT NBR 6122/2010. Para determinar qual tipo de fundação será utilizada em uma obra, é feita a análise dos esforços sobre a edificação, as características do solo e dos elementos que formam as fundações.

Nas fundações superficiais, a carga é transmitida ao terreno, principalmente pelas pressões distribuídas sob a base da fundação. A escavação tem profundidade inferior a 3 metros e são utilizadas em cargas leves, como residências, ou no caso de solo firme. Fazem parte deste tipo de fundação as sapatas (corrida ou associada), bloco, radier e viga de fundação.

E nas fundações profundas, a carga é transmitida ao terreno pela base, pela superfície lateral ou por ambas. São utilizadas em grandes projetos, como edifícios altos, que sofrem grandes esforços do vento e quando o solo só atinge a resistência suficiente em grandes profundidades, superior a 3 metros – salvo exceções. Os tipos mais comuns de fundações profundas são as estacas, tubulões e caixões.

Após ser determinado o tipo de fundação a ser utilizada, é importante investir em um concreto de qualidade para fazer essa estrutura. Ele pode ser feito na obra ou comprado pronto do caminhão betoneira, e sua fabricação deve contar com um cimento com alta resistência, solidez e secagem ultrarrápida, para assim garantir uma fundação firme e perfeita.

Publicado em Blog/Notícias

Por que é importante o terreno estar bem preparado antes de iniciar a construção?

A terraplanagem é um processo muito importante para a construção civil, pois ela que dá a base da maioria das obras. Ela é uma das primeiras etapas de qualquer grande obra e é responsável por deixar o terreno nas condições ideais para receber a execução do projeto dentro da máxima segurança.

Antes de se iniciar a terraplanagem, é feito um cuidadoso estudo dos aspectos topográficos do local. Identificam-se as declividades naturais do terreno e quais são os tipos de solo que a área possui.

Para realizar o serviço de terraplanagem são utilizadas máquinas retroescavadeiras, pá carregadeiras ou tratores de esteira que fazem o nivelamento do solo retirando terra de locais mais elevados para colocar em partes mais baixas, também é feita a limpeza de eventuais detritos como a retirada de vegetação, restos de árvores e de eventuais pedras de maior porte que prejudiquem a execução do projeto.
Este procedimento geralmente é acompanhado pelo Engenheiro Civil ou Arquiteto responsável pela execução da obra.

 

Como pode ser feita a terraplenagem?

Após o estudo realizado, a equipe poderá escolher qual o processo a ser adotado para viabilizar a construção. Como:

Escavação: Processo em que a terra é retirada do local;
Aterramento: Procedimento em que é colocado terra para preenchimento;
Drenagem: Método utilizado para retirar água do local;
Destocamento: Processo que retira os restos de árvores e/ou plantas;
Demolição/remoção: É o processo de destruição de uma edificação já existente para dar lugar a outra;
Compactação do solo: É feito através de rolos compressores para gerar estabilidade no local.

Foto: Preparação do solo para receber a obra de armazenagem na Linha Dourado

Publicado em Blog/Notícias